16/04/2014

Quem foi Jesus Cristo, o personagem sobre quem mais se escreveu?

A Inteligência de Cristo 

por Celso Felício Panza


Um livro importante 

para estudiosos e interessados no tema




Quem foi Jesus Cristo, o personagem sobre quem mais se escreveu?

Seus princípios e ensinamentos mudaram o mundo e marcaram as épocas, antes e depois Dele.

Suas sinalizações inspiram os grandes movimentos libertários da humanidade e permanecem intocados e intocáveis dois milênios depois, sem que Ele tenha escrito um só vocábulo.

Se nada tivesse de divino, já seria extraordinário.

Bastaria aos homens e às nações seguirem as normas de respeito ao próximo por Ele declinadas, para que a harmonia entre os seres humanos realizasse o até então inatingível bem comum, perseguido por ideais e ideologias, sem sucesso.

A obra não tem cunho religioso nem tem pretensão de levantar nenhum tipo de bandeira religiosa. O autor foca nas obras de Jesus e seus ideais. O incrível pensamento e a incrível conduta do homem Jesus. Utilizando-se de documentos, Celso Panza explana sobre Cristo como ser histórico e sua jornada como homem, realçando ser os ensinamentos e princípios deixados por Ele, a única saída para a humanidade viver em harmonia.

Dados Técnicos:
ISBN: 978-85-75430-81-1
Autor: Celso Felício Panza
Gênero: Ensaio
Páginas: 160
Formato: 14x21cm
Preço de Capa: R$30,00 + frete

Sobre o autor:
Celso Felício Panza é natural de Niterói. Atualmente tem como atividade principal a consultoria jurídica, sendo magistrado aposentado do Estado do Rio de Janeiro, onde prestou concurso em 1972, na época, o mais jovem magistrado do Estado do Rio.

15/04/2014

EU QUERO É BOTAR MEU BLOCO NA RUA - CONCORRA A 10 EXEMPLARES DA 3a. EDIÇÃO



SERGIO SAMPAIO - 20 ANOS DE SAUDADE

Sérgio Moraes Sampaio nasceu na cidade capixaba de Cachoeiro de Itapemirim, em 13 de abril de 1947 e faleceu no Rio de Janeiro em 15 de maio de 1994.  foi um cantor e compositor brasileiro. Suas composições variam por vários estilos musicais, indo do samba e choro, ao rock'n roll, blues e balada. Sobre a poética de suas composições, em que se vê elementos de Kafka e Augusto dos Anjos, que lia e apreciava, declarou num estudo Jorge Luiz do Nascimento: "A paisagem urbana em geral, e a carioca em particular, na poética de Sérgio Sampaio, possui a fúria modernista. Porém, o espelho futurista já é um retrovisor, e o que o presente reflete é a impossibilidade de assimilação de todos os índices e ícones da paisagem urbana contemporânea." 
No dizer do cantor Lenine, Sampaio foi um nome marginalizado que equipara a Tim Maia e Raul Seixas, como um dos "malditos" da música popular brasileira.

NOTA DA EDITORA: OS INTERESSADOS EM PARTICIPAR DESSE CONCURSO PODERÃO SOLICITAR A FICHA DE INSCRIÇÃO ATRAVÉS DO E-MAIL DA EDITORA editora.muiraquita@gmail.com



REGULAMENTO

1 - ESTE É UM CONCURSO, NÃO UM SORTEIO.

2 - DO PERÍODO DE INSCRIÇÕES: INSCRIÇÕES SERÃO ACEITAS SOMENTE ATÉ ÀS 23:59 HORAS (HORÁRIO DE BRASÍLIA) DO DIA 23/05/2014.

2.1 - PODERÃO SE INSCREVER TODOS AQUELES QUE SEJAM MAIORES DE 18 (DEZOITO) ANOS E RESIDENTES NO TERRITÓRIO NACIONAL. MENORES DE 18 (DEZOITO) ANOS, PODERÃO SE INSCREVER, SOMENTE MEDIANTE AUTORIZAÇÃO, EM ANEXO, DOS PAIS OU RESPONSÁVEIS.

2.2 - FICAM IMPOSSIBILITADOS DE PARTICIPAR DO CONCURSO MEMBROS E/OU FAMILIARES E/OU PRESTADORES DE SERVIÇOS E AUTORES DA EDITORA MUIRAQUITÃ, ASSIM COMO FAMILIARES DO AUTOR RODRIGO MOREIRA.

2.3 - CADA INSCRITO PODERÁ APRESENTAR SOMENTE UMA FRASE.

3 - DO PERÍODO DE DELIBERAÇÕES: AUTOMATICAMENTE APÓS O PERÍODO DE INSCRIÇÕES DAR-SE-Á O PERÍODO DE DELIBERAÇÕES DE 23/05/2014 ATÉ A DATA ESTABELECIDA PARA O ANÚNCIO DOS VENCEDORES, 02/06/2014.

4 - DA DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL: O RESULTADO FINAL OFICIAL SERÁ DIVULGADO NO BLOG DA EDITORA MUIRAQUITÃ (EDITORAMUIRAQUITA.BLOGSPOT.COM.BR), ATÉ AS 23:59 HORAS (HORÁRIO DE BRASÍLIA) DO DIA 02/06/2014.

5 - AS FRASES ENVIADAS SERÃO PRÉ-SELECIONADAS POR UMA EQUIPE AVALIADORA, COMPOSTA POR MEMBROS DA EDITORA MUIRAQUITÃ, MEDIANTE OS CRITÉRIOS:
• LIMÍTE DE CARACTERES
• COMPREENSÃO DO TEMA

5.1 - NÃO SERÃO ACEITAS FRASES COMPOSTAS COM CONTEÚDO IMPRÓPIO. LEIA-SE: MENÇÃO A OUTRAS PESSOAS QUE NÃO SEJAM O BIOGRAFADO, CAMPANHAS POLÍTICAS, AGRESSÕES, PALAVRÕES, PORNOGRAFIA E QUALQUER OUTRO CONTEÚDO CONSIDERADO IMPRÓPRIO PELA EDITORA.

5.2 - OS INSCRITOS ASSUMEN TOTAL RESPONSABILIDADE PELO CONTEÚDO AUTORAL DE SUAS FRASES.

5.3 - ATRAVÉS DESTE REGULAMENTO FICA ESTABELECIDO QUE O AUTOR (A), CEDE DE FORMA TOTAL, DEFINITIVA E IRREVOGÁVEL, TODOS OS DIREITOS PATRIMONIAIS DA CRIAÇÃO DA FRASE, QUE SELECIONADA, VINCULARÁ AO CONCURSO LITERÁRIO “CONCORRA A 10* EXEMPLARES DO LIVRO “EU QUERO É BOTAR MEU BLOCO NA RUA” E SERÁ PUBLICADA NA 3a EDIÇÃO DO LIVRO “EU QUERO É BOTAR MEU BLOCO NA RUA”, ALÉM DE OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO QUE VENHAM A SER USADOS PELA EDITORA.

6 - TODAS AS FRASES PRÉ-SELECIONADAS SERÃO APRESENTADAS NO BLOG EDITORAMUIRAQUITA.BLOGSPOT.COM.BR E VOTADAS PELOS INTERNAUTAS, ATRAVÉS DE ENQUETES POSTADAS AO LONGO DO PERÍODO DE INSCRIÇÃO E DURANTE O PERÍODO DE DELIBERAÇÕES FINAIS.

7 - DA PREMIAÇÃO: AS 10 (DEZ) FRASES MAIS VOTADAS PELOS INTERNAUTAS NO BLOG EDITORAMUIRAQUITA.BLOGSPOT.COM.BR, SERÃO PREMIADAS COM 1 (UM) EXEMPLAR DA 3a EDIÇÃO DO LIVRO “EU QUERO É BOTAR MEU BLOCO NA RUA”, POR FRASE SELECIONADA.

7.1 - NÃO SERÁ SELECIONADA MAIS DE UMA FRASE POR INSCRIÇÃO, FICANDO SUMARIAMENTE DESQUALIFICADO AQUELE QUE TENTAR E/OU ENGANAR OU LUDIBRIAR A EQUIPE AVALIADORA E POR CONSEQUÊNCIA O PÚBLICO VOTANTE, INSCREVENDO MAIS DE UMA FRASE.

7.2 - DA ENTREGA DO PRÊMIO: OS AUTORES DAS 10 (DEZ) FRASES SELECIONADAS SERÃO 

CONTACTADOS PELA EDITORA PARA DAR-SE INÍCIO AO PROCESSO DE ENVIO DO PRÊMIO.



10/12/2013

No "Dia Internacional dos Direitos Humanos" a nossa homenagem para "O Canto do Cisne de Celuta Cardoso Ramalho"

Um livro recomendado para o leitor que se  interessa por Direitos Humanos
O livro: ao contrário das outras obras que ela escreveu,     sem ser auto-biográfico é a sua vida; suas experiências, aventuras, riscos, reflexões e devaneios. Misturando Realidade e Ficção póde dar uma visão integral de sua vivencia, sua profissão, rudes provas e dores existenciais e a essência humana que tão bem soube captar. Este livro é um caleidoscópio de sua profissão inteira, apaixonadamente dedicada aos Direitos Humanos Universais.
Ficha Técnica:
Título: O CANTO DO CISNE / Autora: Celuta Cardoso Ramalho
ISBN: 978-85-7543-100-9 / Gênero: Direito. Direitos Humanos. Biografia
Formato: 16x23cm / Páginas: 328 / Preço Promocional: R$20,00 + frete postal
Entregamos via PAC - CORREIOS em todo Brasil: editora.muiraquita@gmail.com

A homenagem da Editora Muiraquitã para *Dra. Celuta Cardoso Ramalho: Advogada, psicóloga, professora, jornalista, escritora, conferencista e Pacifista, em quase 30 anos trabalhou diariamente com questões ligadas aos Direitos Humanos – sua grande paixão – criou, organizou e ministrou 15 cursos sobre estes assuntos aprovados pela ONU. Escreveu, dentre outras obras, “Tribunal Internacional de Direitos Humanos”, “Problemática das Experiências Genéticas, Evolução, Conflitos Éticos e Jurídicos – Limites Morais”. Foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Ordem dos Advogados do Brasil – Niterói – por mais de 20 anos; membro de diversas comissões nacionais e internacionais. Foi indicada por todas as instituições jurídicas no seu país para exercer a função de juíza no Tribunal Penal Internacional de Haia e indicada para o Prêmio Nobel da Paz em 2005. Recebeu a Láurea máxima da ONU em Direitos Humanos no Brasil, em 2004. 

*Dra. Celuta faleceu no segundo semestre de 2010, logo após realizar "O Canto do Cisne".

Por Dr. Ubiratan Cavalcanti 
Criminalista e Professor Universitário. 
Criou e presidiu a Comissão de Prevenção às Drogas e Dependência Química - OAB-RJ 
Encontrávamo-nos no meu escritório, certa tarde de fevereiro - eu e os colegas Drª Marta Cristina Terra de Melo - Perita Judicial, Dr. Ernesto Rymer - médico Oncologista e Dr. Marco Apolo Ramidam - Defensor Público. Dirigimo-nos à casa da advogada e amiga Celuta Cardoso Ramalho, em Niterói, companheira de tantas lutas e trabalhos. Estávamos juntos há muito tempo em entusiásticos projetos destacando-se a Comissão Contra as Drogas e Dependência Química, que presidíamos na OAB-RJ a qual nos dedicamos com ardor, realizando palestras, reuniões, seminários, contato com autoridades, colégios, programas de televisão e outras entidades. Era um trabalho árduo, mas gratificante e sabíamos que estávamos no caminho certo em combater um dos maiores males do nosso milênio. Estávamos tristes e constrangidos pois a nova missão à casa de nossa colega era de sacrifício. Soubéramos há pouco tempo que nossa amiga Celuta estava gravemente doente. Em lá chegando, ao contrário do que supúnhamos, encontramos Celuta - a guerreira dos Direitos Humanos - bem arrumada como sempre, embora pálida e mais frágil fisicamente, mas com a fisionomia serena, amável e nos esperava com um suculento bolo para nosso lanche. Relaxamos a tensão, sentamo-nos na acolhedora e confortável sala em sua residência e ela calmamente nos contou com todos os detalhes, - mercê do relacionamento franco que tem com seus médicos e, a bem dizer com todo mundo, a história de sua doença que a estava retendo em sua casa, sem exercer a sua grande paixão, ausente, nos nossos órgãos de classe - a OAB e o IAB - pela seriedade do seu tratamento. Recebeu a nossa solidariedade e o nosso calor humano emocionada mas contida, e falou-nos com entusiasmo que havia começado, “para não enlouquecer” seu novo livro, agora com muito mais inspiração. Não era um livro didático sobre Direito, como os outros que já escreveu. Eram as suas experiências de vida, de sua profissão inteira e apaixonadamente dedicada aos Direitos Humanos Universais, sendo detentora de vários prêmios internacionais. Após agradáveis horas de total empatia e inte- ração, saímos de lá, deixando-a tranqüila, com um sorriso triste, mas os seus olhos brilhavam com apoio pelo novo livro com suas aventuras, que recebeu todo o nosso estímulo e apoio. Ao contrário do estado de ânimo com que che- gamos, onde a tônica era a vontade de erguer o seu ânimo e consolá-la, saímos certos de que havíamos tido uma grande lição de vida e de coragem e que ela vencerá todos os obstáculos. Assim é Celuta Cardoso Ramalho e assim é o seu livro. 


Por Dr. Bernard Toledano Vaena
Presidente do Instituto Cultural Brasil-Suécia
e ex-Consul Geral da Suécia no Rio de Janeiro

Em meio a entusiásticos planos e trabalhos no exercício dos Direitos Humanos Universais, vi Celuta na Ordem dos Advogados do Brasil, recebendo o prêmio do Centro de Informação da ONU de seu diretor Carlos Silva e a aprovação, por aclamação, de seu último trabalho "Carta Internacional de Direitos Humanos". Ela estava radiante, afinal aquele era o coroamento de todos os seus esforços, das longas vigílias, dos riscos de vida que enfrentou, sempre inteiramente desarmada, de corpo e de espírito. Vieram as festas de fim de ano e o prenúncio de novas jornadas e Celuta, magrinha e abatida por tanto trabalho, pretendia dedicar-se a alguns dias de descanso para prosseguir na sua interminável luta idealística por um mundo melhor. Eis que surge o IMPONDERÁVEL e nossa amiga e irmã há tantos anos, foi colhida por um mal raro para o qual não haveria cura nem tratamento, que a colhe de surpresa. O choque foi geral para todos. E quando pensávamos que ela iria se abater e desistir de lutar, eis que descobre a perspectiva de aplicações científicas radioativas, que estão em adiantado estado de pesquisas, na Holanda, que abriu-se para ela. Como era a única perspectiva que lhe restava, eis que tratamentos convencionais nem a cirurgia não poderiam servi-la, após a longa peregrinação por vários especialistas, ajudada por uma competente equipe multidisciplinar - alguns já eram seus médicos assistentes - decidiu submeter-se a todos os riscos dessas aplicações radioativas nos quais poderia obter resultados
promissores. Celuta começou valentemente essa via crucis e é bom não falar mais sobre isso, tumultuadas que foram as fases que passou e ainda terá que percorrer. Resta-nos esperar o êxito tão buscado. Este livro, ao contrário das outras obras que já escreveu, sem ser auto-biográfico é a sua vida; suas experiências, aventuras, riscos, reflexões e devaneios. Misturando Realidade e Ficção póde dar uma visão integral de sua vivencia, sua profissão, rudes provas e dores existenciais e a essência humana que tão bem soube captar. Este livro é um caleidoscópio. 

03/12/2013

Diretas Jaz - O que eram as cartas da mãe?

As "cartas da mãe", objeto central do livro, foram colunas publicadas pelo cartunista Henfil na revista "Isto é" no período de 1977 a 1984. Em bilhetes para sua mãe, D. Maria, a princípio singelos, o humorista mineiro satirizava a longa transição da ditadura para a democracia no Brasil. O "irmão de Betinho" foi decisivo nos rumos dos dois principais episódios em questão, a luta pela anistia e o movimento pelo retorno das eleições livres, as "Diretas já", batizado pelo desenhista em "O Pasquim". Através da combinação de textos e desenhos radicais, o leitor poderá acompanhar cada passo desse período histórico, decisivo para compreender o momento atual que vivemos.

EDITORA MUIRAQUITÃ
ISBN978-85-7543-127-6
Páginas: 168
Preço de capa: 35,00 + frete postal

Enviamos para todo Brasil
Pedidos via e-mail: editora.muiraquita@gmail.com




Sobre o autor:
Márcio Malta (Nico) nasceu em 1982, na cidade de Niterói. Como cartunista iniciou a carreira colaborando em órgãos de movimentos sociais. Na imprensa, merece destaque sua passagem pelo jornal "O Pasquim 21", capitaneado pelo mestre Ziraldo. Suas obras já estiveram presentes em diversos festivais nacionais e internacionais de humor, sendo publicado e exposto por diversas oportunidades.Autor do livro de charges "E Agora Lula?" ( 2006) e da biografia "Henfil - o humor subversivo" (2008), livro vencedor do "Troféu HQ MIX", como Melhor Livro Teórico. Conjuga seus dotes artísticos com a formação acadêmica. Atualmente é professor de Antropologia, Sociologia e Ciência Política da UniLasalle-Rj. Doutor em Ciência Política (UFF), com a pesquisa que originou o presente livro. Mestre em Ciência Política (UFRJ), tendo desenvolvido pesquisa sobre charges do Jeca Tatu e a identidade nacional em Monteiro Lobato. Formado em Ciências Sociais (UFF), foi ainda professor da rede pública estadual (RJ). Mantém uma página na internet, onde publica seus trabalhos: www.mundoemrabisco.com.

14/11/2013

Promoção Frete Grátis em todo território Nacional. Aproveite!!


É o primeiro do gênero editado no Brasil:

"Dicionário Trilíngue de Gíria e Linguagem Coloquial" 

(Inglês-Português-Russo) pelo autor brasileiro Angelo Segrillo

A Edições Muiraquitã está lançando a Promoção Frete Grátis, com cobertura em todo território brasileiro. No mês do aniversário da cidade de Niterói quem ganha o presente é o nosso leitor.  

Faça o seu pedido via e-mail: editora.muiraquita@gmail.com 

ISBN: 85-85483-25-3

Formato: 14x21


Páginas: 182


Preço de capa: R$45,00










02/09/2013

Lançamento do livro O Macaco a Onça e o Vento na XVI Bienal do Livro

Levando muita alegria para as crianças, a turma do livro O Macaco, a Onça e o Vento divertiram as crianças no domingo (01/09) na Bienal.





Galeria de Fotos. Eventos XVI Bienal Internacional do Livro


A XVI Bienal Internacional do Livro trouxe e continuará trazendo até o último dia, muitas alegrias para a Editora Muiraquitã e nossos autores.
Belos eventos e muita alegria a ser compartilhada!
No sábado, dia 31 de agosto, aconteceu um lindo encontro de gerações com os autores da Antologia O Perfume da Palavra Vol IV. Além disso, os autores participantes puderam aproveitar e divulgar suas obras individuais.
Confira!
Os autores da Antologia: Pedro Viera, Roberta de Souza, Labouré Lima (Editora), Ananina Rebouças e Lieda Sobrosa