2 de dez de 2016

#dicadelivro OS AVENTUREIROS DA SOLIDÃO em lançamento na Blooks Livraria #Niterói


Esperamos os amigos para mais um grande encontro 
no lançamento destes Aventureiros da Solidão 
que somos afinal todos nós.

É HOJE na Blooks Livraria 
Sexta-feira, 2 de dezembro, a partir das 19h





  • Estes títulos foram editados um a um entre 2013 e 2014, quando ainda se pretendia a publicação em separado dos diálogos.

  • Em finais de 2015 a coleção tomou uma nova direção, e chegamos a este novo formato, em que cada volume passa a conter quatro ensaios. Este é, pois, o primeiro volume.

  • Pessoa, Emma Bovary, Fausto, Clarice, Hamlet, Quixote, Nietzsche, viajantes solitários dos confins do espanto, percorrendo itinerários em direção aos achados que reinventam, assombrados com os triunfos das descobertas e indomáveis na sua amabilidade.


Para maiores informações visite a Livraria Virtual da Editora Muiraquitã




#Livro ENTRE ATOS de Alex Azevedo Dias em lançamento na Gutenberg Livraria #Niterói




"Em Entre atos, livro póstumo do psicanalista e escritor Alex Azevedo Dias, paixão, sexo, transgressão e morte são entrelaçados pelo fio de desejo que os une atingindo, por meio da escrita, a experiência da embriaguez criadora de sentidos para a existência." Disse Daniel Kupermann, psicanalista e professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, nas orelhas do livro.

---------------------------------

"...prematuramente ceifado dos vivos, Alex Dias nos legou também este livro de contos, nos quais um estilo tateia, se experimenta. Grosso modo, a trama dos contos resulta do entrelaçamento de dois fios, dois relatos distintos: na leitura, seguimos avidamente o primeiro fio até que, numa dobra do relato, nos deparamos repentinamente com o segundo fio. A este respeito, é paradigmático o conto “Atrás do divã”, no qual a rotineira ida do personagem ao consultório do analista sofre a intromissão dos bastidores algo turvos da vida do seu analista." Disse o Psicanalista e professor da UFF, Paulo Vidal, ao prefaciar o livro.

---------------------------------

Queridos amigos leitores e autores da #EditoraMuiraquitã é com muito carinho que apresentamos o livro ENTRE ATOS de Alex Azevedo Dias, um jovem psicólogo niteroiense, filho único, que partiu aos 32 anos e deixou grande saudade no coração da sua mãe Neide Azevedo Dias. O lançamento desse livro significa para ela a permanência do Alex entre nós, através da sua literatura.

Vamos lá abraçar e prestigiar D. Neide, que convida a todos nós para erguer um brinde em memória do seu filho. Ela merece todo nosso carinho e consideração.

Na Gutenberg Livraria
Rua Moreira César, 211, em Icaraí.
Dia 06 de dezembro (terça-feira), a partir das 17 horas.


---------------------------------

Sobre o autor:
Alex Azevedo Dias era um jovem niteroiense, graduado em psicologia e com formação em psicanálise
pela UFF. E no auge da vida, aos 32 anos sofreu um ataque cardíaco enquanto dormia. ​Alex dizia sobre si mesmo: "​Escritor nas linhas e psicólogo nas entrelinhas​"​.

26 de nov de 2016

A #EditoraMuiraquitã de #Niterói agradece aos seus autores e leitores pela participação no Salão Carioca do Livro #VemPraLer




Felizmente o comportamento do público leitor brasileiro está mudando, graças às iniciativas de eventos abertos como é o caso do 'Salão Carioca do Livro'. Com os nossos parabéns aos organizadores, queremos agradecer a oportunidade de participar com nosso estande recheado de atividades realizadas por nossos autores. E cada vez que realizamos uma atividade pública, sentimos o aconchego do carinho que os autores e leitores demonstram pela  Editora Muiraquitã Portanto consideramos esse momento apropriado para expressar nossa gratidão a eles que sempre nos deram e dão muitas alegrias. Boas amizades foram alicerçadas ao longo do tempo, e alguns autores além de serem nossos parceiros de trabalho se tornaram amigos leais. Desses que a gente pode contar com a fidelidade e o prestígio. É imprescindível reiterar e publicar os nossos agradecimentos à essas pessoas tão queridas. Como são muitos autores evitamos citar nomes por entender que deixar alguém fora dessa lista seria um ato imperdoável. Considerem o registro de que a continuidade das publicações dos seus livros por nossa editora, é o maior incentivo para prosseguirmos nessa jornada. Entretanto, toda moeda tem dois lados... E ainda se faz necessário frisar que viver do mercado editorial não é fácil, principalmente, numa travessia de crise... Contudo, realçamos que apesar dos encantos e glamour da área literária todo trabalho têm suas arestas e nem tudo são flores. Mas depois de 25 anos nessa estrada, não podemos trair nossos ideais. Com o passar do tempo aprendemos que qualquer atividade sem amor dá muito trabalho. E ninguém fica tanto tempo na mesma área sem amar o que faz. Não é mesmo?! Essa é a grande verdade🙏💜


por Labouré Lima

Acesse a conta da #EditoraMuiraquitã no 



video
Criação do cartunista e ilustrador Ricardo Goulart.


4 de nov de 2016

A TEIA DOS SONHOS #vivereamelhorescolha Aproveite essa #DicaDeLivro e boa leitura!


#ATeiaDosSonhos Responda ao quiz dessa postagem e concorra a um exemplar do livro de Karine Aragão.


"Nem Bernardo, nem ninguém fazia ideia de que não era só a dor pela saudade de Laura que eu tinha que enfrentar. Além de não ter mais minha melhor amiga ao meu lado, eu precisava lidar com o fato de que ela escondia segredos de mim."

Se você quer concorrer a um exemplar do livro de Karine Aragão, siga o blog e responda as nossas perguntas nessa postagem: 

1. Você acha que trocar confidências com amigos pode ajudar nos momentos difíceis? 

2. Qual o seu critério para identificar uma amizade que merece confiança?




Com uma narrativa envolvente, A Teia dos Sonhos apresenta aos jovens leitores a beleza e o poder da amizade, a dor de uma perda, o caminho da superação e no meio do caos, o amor. Uma história sobre a difícil tarefa de crescer e aprender a perdoar aquilo que jamais será esquecido. Nessa jornada do amadurecimento A Teia dos Sonhos  nos mostra que para ser feliz é preciso estar vivo.
A Teia dos Sonhos foi escrito pela doutora em Cultura Contemporânea e professora de adolescentes da Rede La Salle Abel, em Niterói, Karine Aragão.
A Teia dos Sonhos
Autora: Karine Aragão 
160 páginas / PB 
Ano: 2016  R$40,00
Código: 978-85-5858-009-0

Para comprar o livro A TEIA DOS SONHOS e receber em casa acesse nossa Livraria Virtual


28 de out de 2016

LANÇAMENTO LIVRO A LENDA DO GIGANTE DEITADO E OUTRAS HISTÓRIAS

Veja como foi o evento de lançamento do livro "A lenda do Gigante Deitado e outras histórias", do autor Antonio Soares (ASO), na Biblioteca La Salle Abel, em Niterói no dia 24/09/2016. Com a participação de Silvia Oto na cotação de histórias.

Agradecemos ao jornalista Alberto Araújo do Portal Focus a cobertura do evento de lançamento do livro "A lenda do Gigante Deitado e outras histórias".


11 de out de 2016

A Teia dos Sonhos





Com uma narrativa envolvente, A Teia dos Sonhos apresenta aos jovens leitores a beleza e o poder da amizade, a dor de uma perda, o caminho da superação e no meio do caos, o amor. Uma história sobre a difícil tarefa de crescer e aprender a perdoar aquilo que jamais será esquecido. Nessa jornada do amadurecimento, A Teia dos Sonhos  nos mostra que para ser feliz é preciso estar vivo.

A Teia dos Sonhos foi escrito pela doutora em Cultura Contemporânea e professora de adolescentes da Rede La Salle Abel, em Niterói, Karine Aragão.

9 de out de 2016

E O MESTRE SERGIPANO - SALVADOR MATA E SILVA - DISSE ADEUS NO 'DIA DOS NORDESTINOS'...

O historiador deixa como legado o trabalho de uma vida sempre dedicada a produzir conteúdo com a finalidade de alimentar as fontes de pesquisas.





SALVADOR MATA E SILVA era professor, orientador educacional, jornalista, historiador, historiógrafo, pesquisador, biógrafo, escritor, ensaísta, cronista, poeta, trovador, acadêmico e comendador. Filho do sergipano Aristóteles Vianna e Silva (coronel intendente do exército) e da maricaense Elisiária Matta e Silva (professora de trabalhos manuais e poetisa). Nasceu em Aracaju (SE), em 11 de julho de 1943. Veio para a cidade do Rio de Janeiro com oito meses de nascimento. Aos oito anos de idade passou foi morar em Niterói. Casou-se em 24/6/67 com a professora madalenense Marly Kitzinger e Silva (1944-2010) na igreja dos Salesianos, em Santa Rosa (Niterói). É pai de Lyse Kitzinger e Silva (advogada, socióloga e professora) e irmão de Marly, Miriam, Jorge, Mirna, Roberto, José, Marlene e Alfredo. Cursou o primário na Escola Pré-Industrial Nossa Senhora Auxiliadora (hoje Escola Estadual), na época, anexa ao Colégio Salesiano Santa Rosa, no período de 1952-1955. Em 1956, entrou para o colégio Salesiano, para fazer o curso de Admissão ao Ginásio e permaneceu no colégio até 1962, quando transferiu-se para o Colégio Batista de Niterói (extinto). Nesse mesmo ano terminou o ginásio, fazendo também o primeiro e o segundo ano científico (antigo Ensino Médio) e o terceiro ano concluiu no colégio Salesiano, em 1965, fazendo ao mesmo tempo o Pré-Vestibular, no Curso Acadêmico (anexo do Colégio Salesiano). Foi aprovado para História na UFF – Universidade Federal Fluminense. Bacharelou-se em História na UFF em 1971, licenciou-se em História pela UFF, em 1972, licenciou-se em Geografia e Estudos Sociais pela UFF, em 1973, formou-se em jornalismo nas Escolas Associadas de Cursos Livres Ltda. (1980), sendo registrado como jornalista (Reg. 14.039) DAT. 102.166/80 Ministério do Trabalho; formou-se em Pedagogia (1984) pela UFF; estudou até o 5º semestre de Biblioteconomia, na UFF (1990-1992); pós-graduação em Educação e Técnicas de Pesquisa no Ensino Superior, (1994-1995) pela UNIGRANRIO; pós-graduado em História do Brasil (Colônia, Império e República), 1999 e 2000, na UFF, 396 horas; Mestrado em Ciências da Religião e Mestrado em Teologia Bíblica concluídos no SETECERJ, Niterói (RJ), em 2003 e 2004. Como professor, Salvador Mata e Silva trabalhou em mais de quarenta estabelecimentos de ensino estadual, municipal, particular e em várias instituições culturais e na Campanha Nacional das Escolas da Comunidade (CNEC), em diversos municípios. E no jornalismo, tem escrito para muitas publicações, entre os quais, o Jornal de Maricá (onde manteve, por vários anos, a coluna Vultos Fluminenses); jornal A Tribuna, Letras Fluminenses, Jornal Icaraí (todos de Niterói); Folha Gonçalense, jornal O São Gonçalo, jornal Infoco, jornal Jornada, Nosso Jornal de Notícias, Jornal Gradim e outros (São Gonçalo–RJ); Folha Itaboraiense (Itaboraí–RJ); no Rio de Janeiro, a Revista Expedicionário; e outros jornais, em outros municípios. Em sua militância na imprensa, atuou como colaborador, repórter, articulista, jornalista responsável e diretor responsável. Escreveu nas revistas: Lazer, O expedicionário, Jornada, Demodê, Evidência, Enfoque e outras. Fundou os periódicos: Olho vivo (E.M. Estephania de Carvalho), O Liceísta (Liceu Nilo Peçanha), Jornal e Revista Jornada, O Transporte, O Maricaense, O Informativo CAPEN, o jornal Mercado de Trabalho, jornal O Quadro Negro, jornal O Pio XII, jornal Monsenhor Reader, jornal Jean Piaget, O Colubandê, jornal Costa Verde, jornal Folha de Itaboraí, jornal Caravelas News e outros órgãos. Durante sua vida de escritor já publicou mais de uma centena de trabalhos (vide curriculum vitae), entre história regional, história do Brasil, educação, biografia, memória, crônica, ensaio e trova. No jornalismo foram mais de mil artigos publicados em jornais e revistas. Foi fundador de vários institutos históricos (Friburgo, Magé, São Gonçalo e Bom Jardim); fundador do MEMOR (Instituto Gonçalense de Memória, Pesquisas e Promoções Culturais), do IPDESG (Instituto de Pesquisa, Estudos e Desenvolvimento de São Gonçalo), co-fundador da ANE (Associação Niteroiense de Escritores), co-fundador do Clube Filatélico de Niterói, co-fundador da feira Filatélica de Niterói, Icaraí (extinta) e outras instituições. Membro da Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências (AGLAC), da Academia de Ciências e Letras de Maricá, Academia Itaboraiense de Letras, Ciências e Artes (AILCA), Academia Niteroiense de Letras, Academia Fluminense de Letras, Academia de Ciências e Letras do Estado do Rio de Janeiro, Academia Guanabarina de Letras, Academia Brasileira de Literatura, Academia Carioca de Letras, Academia Sergipana de Letras, Cenáculo Fluminense de História e Letras; Instituto Histórico Geográfico de Niterói, Instituto Histórico e Geográfico de São Gonçalo,
Instituto Histórico e Geográfico de Bom Jardim, Instituto Histórico e Geográfico Sergipano, Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, membro colaborador do Colégio Brasileiro de Genealogia e foi membro do Conselho Municipal de Cultura
do Município de São Gonçalo. Foi detentor de várias comendas e medalhas, como por exemplo: medalha Tiradentes, medalha do Jubileu de Ouro da Academia Niteroiense de Letras, Medalha Felisberto de Carvalho, medalha José Clemente Pereira, medalha Cavaleiro da Ordem do Mérito (Cavaleito/The Open International University for Complementary Medicines – 2000) e mais de
quarenta medalhas e mais de vinte bótons. Trabalhou durante muitos anos
como Guia Turístico, Promotor de Vendas e Corretor de Imóveis. Recebeu os títulos de Cidadão Benemérito do Estado do Rio de Janeiro e Cidadão Honorário dos municípios fluminenses de Niterói, São Gonçalo e Maricá. Escreveu um número expressivo de opúsculos e boletins. E deixa para a posteridade muitos livros publicados. Eis uma síntese de quem foi Salvador Mata e Silva, meu pai.



Por Lyse Kitzinger e Silva, Professora, socióloga, advogada e filha.